Demônios & Dragões

Sessão 5 - Prisioneiros

Sessão 5 – Prisioneiros

View
Sessão 4 - Morte Alada

Sessão 4 – Morte Alada

Palavras do DM


Resumo da Sessão

Morte Alada ataca os personagens implacavelmente, estando tomado pela ira pela morte de seus servos e ignorando qualquer tentativa de conversação. A batalha é dura e os aventureiros começam a cair um a um frente ao poder do dragão azul. Durante o embate, Pieter sente um enfraquecimento das runas do Obelisco a cada vez que Morte Alada é ferido e teoriza que a destruição do dragão também colocaria um fim a prisão mística.

Maveith é o último a cair e ao invés de simplesmente matar o grupo naquele lugar, o dragão decide levá-los como prisioneiros para os Fossos da Morte de Ortrent, o seu covil e também o lar do clã dos Escamas Azuis. Com um pensamento maligno, Morte Alada vislumbra o quanto de divertimento estes aventureiros poderam lhe proporcionar em suas liças.

Cronologia

O combate com Morte Alada e a viagem até as Fossas da Morte de Ortrent demoraram nove dias, o que coloca a campanha no centésimo décimo dia do ano imperial 1010.

View
Sessão 3 - O Obelisco e os Escamas Azuis

Sessão 3 – O Obelisco e os Escamas Azuis

Palavras do DM


Resumo da Sessão

Ainda se recuperando do uso do Portal, o grupo é atraído por sons de combate e presencia o golias Maveith sendo brutalmente surrado por oito draconatos do clã dos Escamas Azuis. Após uma infrutífera tentativa diplomática para acabar com esta brutalidade, os aventureiros decidem tomar partido do golias. O combate é rápido e mortal, terminando com a morte de seis dos agressores e a fuga de dois deles.

Agradecido pela ajuda, Maveith se junta ao grupo para pagar a sua dívida de vida e se compromete a guiá-los pelas regiões selvagens do Arquipélago. Esgotados, os personagens decidem por descansar aos pés do Obelisco, para depois seguirem viagem para Porto Espada.

Todavia, o sossego dos aventureiros dura pouco, pois ao amanhecer eles são despertados pela chegada de Morte Alada, o dragão azul líder dos Escamas Azuis.

Cronologia

Desde a chegada ao Arquipélago, o combate com os Escamas Azuis, o descanso e o aparecimento de Morte Alada temos a passagem de um dia completo, nos colocando no centésimo primeiro dia do ano imperial de 1010.

View
Sessão 2 - Náufragos

Sessão 2 – Náufragos

Palavras do DM


Resumo da Sessão

Ainda na praia, os personagens são atacados por um drake negro, sendo salvos da morte pelo Esquecido, um draconato de idade venerável que possui o seu corpo marcado por runas. Sob os cuidados do seu salvador, os aventureiros se restabelecem e descobrem sobre a existência de um Obelisco na ilha. No entanto, o draconato partiu antes que eles o agradecessem, deixando apenas o aviso de não saírem do acampamento nesta noite.

Durante a madrugada, uma explosão chamou a atenção dos personagens e os levou até o cume da ilha. Aqui eles se depararam com o Obelisco partido e os restos de um campo de batalha. Para surpresa do grupo, o espírito do Esquecido se manifestou perante eles, lhes revelando que o Corvo Negro se libertou e que agora se dirigia para o Arquipélago para libertar os outros demônios que estão aprisionados nos Obeliscos.

Tomado pela culpa, o espírito pede aos personagens que avisem os povos do Arquipélago do perigo que se aproxima e utiliza o que resta das suas forças para abrir um portal. Já desaparecendo, o draconato incorpóreo entrega o seu bastão quebrado a Pieter e insiste que o grupo se apresse.

Passando pelo portal, os personagens são levados até o Arquipélago, na base de outro Obelisco, onde uma década atrás foi iniciado o Flagelo dos Dragões.

Cronologia

O grupo ficou uma semana a deriva e os eventos na ilha demoraram mais três dias, estando no centésimo dia do ano imperial de 1010 quando os personagens enfim chegaram ao Arquipélago.

View
Sessão 1 - Viagem ao Arquipélago

Sessão 1 – Viagem ao Arquipélago

Palavras do DM

Sessão introdutória, onde somos apresentados aos backgrounds dos personagens e os motivos que os levaram a embarcar para o Arquipélago.

A sessão demorou para começar, pois tivemos a adição de um novo personagem ao grupo:

  • Robin, Humano Guerreiro (Slayer): Robin é um homem sem passado, que foi encontrado sem memória nas ruas da capital Imperial e que foi acolhido pelo clero da Igreja de Erathis por conta de sua marca de nascença, o Jaeger. Como ele é constantemente assombrado por visões do Arquipélago e de dragões, lhe foi dada a permissão para partir para as ilhas para que ele possa encontrar o seu destino. Como ele é o portador do Jaeger, foi ordenado que o paladino Elyas o acompanhasse nesta jornada.

Resumo da Sessão

Os personagens embarcaram no galeão imperial Espadachim para que o bastardo Pieter tomasse posse da sua herança no Arquipélago. Prevendo dificuldades, ele conta com o auxílio de seu amigo Soren Folsach e de um paladino designado pela Igreja de Erathis, o deva Elyas. Além disso, ao grupo foi acrescido Robin, um homem sem passado que o paladino deveria escoltar em segurança até Porto Espada.

Os três meses de viagem transcorreram sem problemas, com os personagens se tornando amigos do capitão do Espadachim, Sir Thanem. Entretanto, ao avistarem o Arquipélago, o navio foi pego por uma tempestade, que mais tarde se revelou um ataque de dragões azuis que levou a embarcação a pique.

O grupo conseguiu se salvar, chegando a maior das ilhas do Sopro do Dragão.

Cronologia

A viagem até o Arquipélago acontece no começo do ano imperial 1010 e demorou por volta de 3 meses.

View
Bases da Campanha

Sessão 0 – Bases da Campanha

Palavras do DM

Sessão inicial, aqui tivemos mais uma conversa entre o mestre e os jogadores para definir as bases da campanha e do cenário.

Criação dos Personagens

  • Elyas, Deva Paladino: Após uma série de missões de moral questionável para a Inquisição, os superiores do paladino Elyas decidiram enviá-lo para o Arquipélago sob os pretextos de auxiliar Pieter a assumir as terras que lhe foram deixadas de herança e de escoltar Robin até Porto Espada.
  • Soren Folsach, Humano Senhor da Guerra: Soren é o herdeiro dos Folsach, casa nobre que desde o início da colonização do Arquipélago disputa o poder político com os Oxholm. Durante o Flagelo dos Dragões os domínios dos Folsach foram destruídos e a sua linhagem quase extinta, com exceção de Soren e de sua irmã mais jovem Sofen Folsach. Após esta tragédia, Soren foi levado para a corte imperial no continente, onde permaneceu durante a última década. Agora, aproveitando a ida de seu amigo Pieter para o Arquipélago, o herdeiro dos Folsach decidiu voltar para recuperar o que é seu por direito.
View

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.